Postado no dia: 20/01/2014 Por: AutorMC Em: E-commerce

2014 começa com a promessa de ser um ano inesquecível para a economia e para os brasileiros. Além da movimentação pela Copa do Mundo, estimativas sobre o crescimento do varejo e do comércio já estão sendo lançadas.

Mas afinal, quais previsões dão vida a tantas expectativas?  Veja algumas aqui.

E-commerce

“Movimentação de US$ 24,4 milhões no comércio eletrônico brasileiro para o consumidor final.”

Consultoria E-marketer

“A economia brasileira mostra que nos próximos anos teremos um crescimento constante no comércio eletrônico. O perfil do comprador vai se adaptar, demonstrando mais confiança nas transações realizadas pelo computador; e novas empresas farão aumentar a competitividade, e consequentemente, o faturamento do setor”

Igor Senra, presidente do Moip

Economia e Mercado

“Grandes redes varejistas planejam investir R$ 7,8 bilhões em 2014, sendo assim, o varejo deve crescer neste ano 4,1%, descontada a inflação do período.”

Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV)

“A previsão é que o comércio crie 351,5 mil novos postos de trabalho formais ao longo deste ano.”

Fabio Bentes, Confederação Nacional do Comércio de Bens Serviços e Turismo (CNC)

“Para 2014, a estimativa de expansão econômica passou de 2,00% para 1,95%.”

Focus – Banco Central do Brasil

E a Copa?

Qual o impacto na economia quando o país do futebol é sede da Copa do Mundo?

E-commerce

“Prevê-se para o e-commerce 2014 um crescimento de 30% nas vendas online.”

Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico

“Com a Copa do Mundo, Brasil pode ser tornar o país com maior número de consumidores online”.

Consultoria E-Marketer

“A Copa vai influenciar radicalmente. O mercado de material esportivo, vestuário e acessórios será um grande destaque. O faturamento do comércio eletrônico vai subir entre 28% e 30%. Será um ano especial”.

Gérson Rolim, Diretor de Marketing Câmara e-net

Economia e Mercado

“Acréscimo de até 0,6 ponto percentual no faturamento na venda de eletroeletrônicos, como televisores, artigos de vestuário e bebidas. Além disso, as vendas de duráveis devem crescer 6,6% em comparação a 5,6% com 2013.”

Ricardo Meirelles, economista-chefe da GS&MD

“Investimento de 200 milhões em turismo pelo governo, para preparar a infraestrutura desta área na Copa e atender ao crescimento no período.”

Governo Federal

O mercado de material esportivo, vestuário e acessórios será um grande destaque. O faturamento do comércio eletrônico vai subir entre 28% e 30%. Será um ano especial”.

Gérson Rolim , Diretor de Comunicação e Marketing da Câmara e-net.

“Em todo o ano de 2014 são esperados 7 milhões de turistas estrangeiros no país, que devem injetar US$ 9,2 bilhões (cerca de R$ 22 bilhões) na economia brasileira em 2014.”

Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur)

“O incremento do turismo traz consigo uma entrada significativa de recursos, que acabam sendo distribuídos entre os setores de hotelaria, transporte, comunicações, cultura, lazer e varejo, visto que serão gerados 3,63 milhões de empregos por ano e R$ 63,48 bilhões de renda para a população, impulsionando o consumo interno.”

Estudo Brasil Sustentável – Impactos Socioeconômicos da Copa do Mundo 2014, por Ernst & Young em parceria com Fundação Getúlio Vargas (FGV).E você, tem alguma previsão para o e-commerce em 2014? E sobre a repercussão do maior evento esportivo no Brasil? Compartilhe aqui sua opinião.

(21) 3678-7739