Postado no dia: 23/03/2011 Por: mcria Em: Internet

Marketing digital são ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos clientes e melhorar a sua rede de relacionamentos.

Banner

No início da internet comercial (antes de 2000) o banner era a principal peça de marketing digital. Com a evolução da tecnologia Flash da Macromedia, as peças deixaram de ser apenas GIFs animados, e evoluíram para Rich Media com muita interatividade e animações complexas.

Flash

O Flash proporcionou a criação de sites inteiros desenvolvidos nesta tecnologia, principalmente a criação de hotsites promocionais de produtos/serviços como empreendimentos imobiliários, lançamentos de carros e todo tipo de conteúdo que necessite de um destaque especial.

Na internet de hoje, a conhecida Web 2.0 o conteúdo em “Adobe Flash” assume o seu mais importante papel sendo largamente utilizado como o principal player para exibição de vídeos, áudio e animações.

Não devemos usar o Flash para o conteúdo do seu site, o Flash não ajuda o seu site ser encontrado pelos buscadores como Google, Yahoo, Bing e etc.

Basicamente os buscadores não conseguem entender o conteúdo dentro do arquivo em “Flash” e assim ele não pode classificar a sua página.

Toda vez que o objetivo principal de um site for a visibilidade que o seu site pode ter na Internet use “Flash” apenas em conteúdo do tipo vídeo, animações e áudio. Jamais para textos e menus. Utilize apenas conteúdo “selecionável”.

Marketing de Busca

Com o advento do Google, o mercado de mídia mudou definitivamente. O usuário, ao realizar uma busca, tornou-se poderoso quanto à publicidade que quer visualizar, pois ele decide em qual resultado da busca irá clicar, ou seja, no resultado mais relevante para ele.

O marketing de busca são estratégias para posicionar os sites nas primeiras colocações do Google. Há duas maneiras para colocar sua empresa no Google: Através dos Links Patrocinados (AdWords) e da Otimização de Sites (SEO – Search engine optimization). A primeira são técnicas para criar os anúncios pagos do Google e a segunda são técnicas para organizar o conteúdo e estrutura do site de modo que o site seja encontrado pelo seu potencial cliente no momento que ele faz uma busca.

Existem outros players de links patrocinados como o Yahoo!Search Marketing e o UOL Links Patrocinados.

Blogs, Redes Sociais e Web 2.0

A facilidade de publicar conteúdo na internet está transformando o consumidor de um canal receptor para um emissor de informação. Desde a criação de fãs clubes, comunidades, elogios e reclamações, e qualquer informação antes restrita a poucos, agora é pública e interfere na opinião de outros consumidores. Aprender a interagir com estes consumidores é um dos desafios do atual profissional de marketing.

As tendências de marketing estão mudando com advento de comunicação da Web 2.0, wikis, redes sociais, blogs, dentre outros, que promovem novas interações dos internautas no ciberespaço. A nova tendência de pesquisar mercados, divulgar produtos, serviços e marcas corporativas nesse ambiente virtual é que podemos definir como o objetivo principal do Marketing Digital.

Marketing na Internet – Web Marketing

O desenvolvimento empresarial está mudando rapidamente e levando as empresas a se adaptarem a um modelo relacional nas suas estratégias de marketing, sendo que aí entra a internet como o grande instrumento de comunicação.

O seu potencial não é só a comunicação e informação, mas funciona cada vez mais como um instrumento de venda.

Enumeram-se algumas vantagens da utilização da internet na estratégia de marketing:

  1. Permite uma maior acessibilidade – comunicação 24h/dia, 7dias/semana, 365dias/ano;
  2. Melhora e possibilita a personalização na individualização das mensagens;
  3. Cria uma enorme interatividade com os seus clientes e os que são potenciais. Isto, porque o receptor/cliente pode selecionar a informação e comunicar como melhor entender com o emissor/empresa;
  4. Permite quantificar, avaliar de imediato e de forma viável o impacto da estratégia de comunicação com o mercado;
  5. O baixo custo associado a essa comunicação que se vai multiplicando uma vez que o número de utilizadores vai aumentando.

Com tudo o que está descrito, muitas vezes as suas potencialidades não são totalmente aproveitadas, sobretudo quando estamos a falar na interação com os consumidores.

Sumariamente, expõem-se alguns conceitos básicos e ferramentas que o Web marketing disponibiliza:

  1. Web site – onde dinamizamos a estratégia de e-marketing da empresa:
    1. Site institucional: para apresentação da empresa e mostruário dos seus produtos ou serviços;
    2. Site comercial: venda direta dos produtos da empresa;
    3. Micro site: Web site menor que serve de suporte à comunicação que se pretende transmitir.
  2. E-mail – caixa de correio eletrônico. Funciona como verdadeira carta eletrônica e é um instrumento de comunicação direta que se envia a um ou vários destinatários.
  3. Banner – área de imagem para atrair um visitante a determinado site. Importante para ajudar a definir os alvos da comunicação.
  4. Motores de busca – site de pesquisa de informação na internet através de palavras-chave. Ajudam a publicitar e a comunicar.

Para uma empresa implementar o marketing na internet, necessita antes de tudo de identificar o público-alvo, isto é, os alvos da comunicação serem utilizadores da internet. A estratégia de marketing na internet deve estar em consonância com a estratégia de marketing definida na empresa, isto é: com o seu posicionamento, com os seus segmentos-alvo e coerência com ações de comunicação que a empresa efetua.

Como objetivos, deve criar um canal de vendas, conhecer a empresa e produtos, potenciar a sua imagem e notoriedade, criar valor acrescentado aos seus clientes e no caso de pretender internacionalizar-se, deve ter uma forte presença na Web alargando a sua área de influência no negócio.

Deve também definir as ações que pretende realizar on-line, definir a forma de atualização dos conteúdos do site e ter aplicações que possam medir a sua performance on-line.

Marketing interativo

Modelo baseado no marketing relacional que se traduz na relação entre duas empresas B2B (business to business) ou entre a empresa e o consumidor (business to consumer) B2C. Este modelo relacional evoluiu com a era digital, tornando a hipótese de escolha mais aproximada a cada um dos consumidores. A capacidade de agrupar clientes com gostos ou preferências semelhantes permitiu melhorar a oferta nas campanhas de marketing. Quase podemos comparar a oferta direcionada para o cliente com a loja de proximidade, em que o interlocutor habitual já conhece os hábitos e sempre que surge um produto adequado tenta vende-lo e quase sempre com sucesso.

Com a possibilidade de métrica de hábitos e com a possibilidade de agrupá-los por segmentos de gostos ou interesses quase que é possível a interação direta entre quem vende e quem compra. As empresas auxiliam-se do público-alvo no desenvolvimento dos produtos e estes contribuem para a evolução da empresa de uma forma interativa.

A base de dados deste tipo de modelo vai melhorar com o aumento de dados e de interações, a solução encontrada pela empresa para que o cliente interaja vai determinar a rapidez de crescimento. Tornou-se banal o envio de publicidade via e-mail (devido ao baixo custo), por este motivo esta ferramenta tem sido alvo de cuidado acrescido para que não seja banida de forma automática como publicidade não desejada (span).

O primeiro contacto é primordial para garantir uma relação de continuidade, o cliente deve ficar ciente desta importância e que a mesma é necessária para que o possamos servir melhor.

Em resumo os objetivos do marketing interativo são comuns ao de qualquer empresa que quer apostar no sucesso, e são em suma o aumento dos níveis de qualidade de todos os serviços , aumentar a satisfação dos consumidores para garantir a recompra.

(21) 3678-7739