Postado no dia: 07/04/2014 Por: AutorMC Em: Internet

O Google pode lançar em breve sua própria rede de internet móvel. Executivos da companhia têm discutido como oferecer o serviço nas áreas que já recebem o Google Fiber, a internet ultrarrápida disponível apenas nos Estados Unidos.

A empresa tem interesse em se tornar uma MVNO, operadora virtual que aluga a estrutura de outras e oferece pacotes próprios. Se conseguir ir adiante, o Google poderá concentrar todas as atividades de comunicações dos usuários porque já detém a fibra, o navegador (Chrome), o e-mail (Gmail) e ataca também na mobilidade com o Android.

Fontes anônimas informam que a empresa conversou recentemente com operadoras americanas para tentar viabilizar o projeto. Atualmente, a rede de fibra óptica do Google funciona no Kansas e em Provo, Utah. Os planos de expansão incluem Austin, Atlanta, Oregon, Portland, San Jose e outras seis áreas metropolitanas norte-americanas.

Se sair do papel, a rede sem fio poderá atrapalhar o duopólio Verizon e AT&T nos EUA e complicar ainda mais o relacionamento do Google com as empresas de telefonia. Neste caso a gigante das buscas deixaria de ter uma postura passiva no mercado de smartphones e passaria a ser concorrente.

A estrutura sem fio do Google deverá utilizar pontos de acesso Wi-Fi construídos em sua própria rede de fibra e contar com o apoio das operadoras somente quando o serviço não estiver disponível ou for insuficiente, estratégia já utilizada pela AT&T para diminuir o congestionamento.

Em fevereiro deste ano especulou-se que o Google estaria desenvolvendo um app para Android capaz de eliminar cadastros e logins para conexão em hotspots gratuitos e públicos. Pode ser este o primeiro passo para a empresa se tornar uma operadora wireless.

Fonte: Olhar Digital

(21) 3678-7739